Ler é bom para aumentar vocabulário?

Voltando ao assunto da leitura e sua influência na escrita, eu soube de estudos recentes realizados em países de língua inglesa que mostram que o número de palavras novas não aumenta tanto quanto se imaginava, quando se lê habitualmente. O que melhora muito é o conhecimento das palavras, a habilidade para usar as palavras e as estruturas nas mais variadas formas, e a precisão desse uso.

Isso porque ao ler por hábito lemos textos e livros que são “fáceis” para nossa compreensão. Se lemos por hábito, não estamos a fim de parar a leitura para buscar no dicionários palavras novas, concorda? Exato. Nós buscamos palavras novas no dicionário quando estamos lendo pequenos textos para a escola, não livros e textos que estamos lendo por interesse ou prazer.

O aumento do número de palavras seria atingido talvez se nós lêssemos livros e textos de assuntos os mais variados possíveis, mas na prática isso não acontece – nós lemos o que nos interessa. O cérebro não assimila palavras de contextos que não nos interessam, simples assim. Então o aumento de vocabulário acontece quando lemos para exercícios escolares de compreensão de texto.

Outro ganho que foi confirmado com esses estudos é o da fluência: quanto mais se lê, mais  rápido se lê e vice versa.

___________________________

Pagando um quase nada por um curso top!

Você rasura a redação?! 😮

Para pais de alunos com dificuldades para ler e escrever

– post 618 já! –

Este ano já recebi aqui uma senhora, mãe de um aluno com dificuldades para ler, e que tem sofrido muito com as matérias de escola. Não sabemos se ele tem dislexia (mas para mim, professora de português, isso é um detalhe – existe uma dificuldade e vamos reduzi-la). Ele deverá fazer acompanhamento comigo daqui a alguns meses.

Eu já dei a ela algumas sugestões do que pode ser pedido aos professores de seu filho, e vou deixar aqui para ajudar outros pais perdidos com filhos que apresentam dificuldades para ler e escrever. Peça aos professores e coordenadores da escola regular que…

  1. anotem na lousa o que vai ser tratado na aula, ou forneçam ao aluno uma folha com essas anotações, para ajudar visualmente o aluno, assim ele não vai depender tanto da atenção no que o professor fala.
  2. avisem com antecedência qual capítulo ou tópico vai ser ensinado na próxima aula de maneira que o aluno tenha tempo de ler o material pelo livro, em casa, e não chegue para a aula tão “zerado”. Pré-lendo em casa, o aluno já conseguirá dominar o vocabulário necessário e não ficará perdido nem atrasado em relação aos colegas.
  3. peçam tarefas em vídeo ou áudio em lugar de tarefas escritas.
  4. indiquem vídeos que reforcem aquela matéria, e que podem ser vistos em casa – mais uma vez, a opção da ajuda visual!

 

Essas dicas devem aliviar muito a carga que a dificuldade de ler e escrever representa em outras disciplinas escolares! 😉

______________________________

Aula particular é coisa de rico?!

Se dá pra simplificar, por que complicar?