Como não fazer parágrafos…

Sempre tem coisas estranhas pairando no mundo da redação dissertativa… :/

Esta semana – véspera de Fuvest e Unicamp – recebi uma aluna para aperfeiçoar a redação, mas que tinha o problema de levar 2 horas para escrevê-la! 😮

Ela já havia feito um curso de redação anteriormente, mas continuava com essa lentidão.

Descobri que o que tornava a escrita dela lenta era um tipo de parágrafo inusitado para mim, que parecia estar isolado dos outros parágrafos, mas dentro do tema. Ela me explicou que aprendeu ser necessário criar  uma tese para cada parágrafo e em cada nova tese ela deveria tocar num aspecto da proposta. Uma tortura, concordam?

Vamos entender o seguinte: uma redação é uma coisa só, é um “bloco” só que tem a intenção de mostrar ao corretor sua opinião e os motivos para que você tenha essa opinião. É bem simples!

Quando se cria uma nova tese para cada parágrafo, se inicia uma nova micro-redação! E obviamente o espaço que seria destinado a provar a tese oficial, aquela lá da introdução, praticamente desaparece! E como vai ser se sua redação não tiver argumentação?!

Os parágrafos precisam “nascer” naturalmente um do outro, mas se você cria uma micro-tese em cada parágrafo… vai ser difícil ligar um com o outro, concorda?! Pelo menos em 1 hora e pouquinho não vai dar…

E… sobre responder tudo que a proposta pergunta, aí é claro que depende da proposta, mas você terá 30 linhas para fazer sua redação, é lógico que não vai dar para falar de TUDO que está na proposta! O corretor sabe bem disso! O importante é focar no que mais toca você e seguir em frente naquilo! Redação dissertativa argumentativa NÃO é questionário, ok? Ali você põe sua forma de pensar, inclusive suas dúvidas, suas hipóteses… é puro pensamento!

Agora vamos ver se consigo demover minha aluna dessa ideia pra lá de esquisita, em poucos dias…

______________________________

Você fala errado?

Por falar em bloqueio para escrever…

Anúncios