“Quantos pontos perde se fizer parágrafo muito grande?”

Minha aluna vestibulanda do curso online estava preocupada na aula 2 porque sua redação tinha dois loooongos parágrafos de argumentação – aqueles centrais.

Ela perguntou se perde muitos pontos por fazer parágrafos assim grandes.

Não perde nenhum ponto. Não existe tamanho correto de parágrafo. No caso dela, eles estavam perfeitos – não havia como dividi-los em parágrafos menores.

Além do mais… o que seria um parágrafo grande? Não sei… 5 linhas? 8 linhas? 12 linhas? Não sei… não existe uma definição para “parágrafo grande”. É lógico que se você fez um parágrafo de 20 linhas numa página de 30, alguma coisa está errada… provavelmente dá para subdividir o parágrafo de 20 linhas! A preocupação não é o tamanho do parágrafo e sim a argumentação – está clara? está detalhada?

Então, este post é breve, só pra tirar o medo relacionado ao tamanho dos parágrafos. O tamanho é você que decide.

________________________________

Este curso aqui eu recomendo se você for concurseiro!

Este livro de redação aqui é ótimo para quem estuda sozinho

Anúncios

Dica para escolher seu professor de redação

De vez em quando tenho alunos aqui que já fizeram cursos de redação com outros professores; mas tenho também algumas vezes alunos que fizeram aulas com pessoas que se disseram professores, mas não eram.

Geralmente um aluno não tem como conferir se o “professor” é professor mesmo. Tem gente que abre o jogo e diz que está terminando esta ou aquela faculdade de engenharia ou medicina, e que pode dar umas aulas de redação; mas tem gente que não deixa isso claro. Então quero te ensinar a desconfiar para não  perder dinheiro e tempo!

  • Professor de redação  precisa ser licenciado em Letras (Português ou LInguística)! Pessoas formadas em Letras sem licenciatura dominam muito o uso da língua, a origem da língua… mas, como não estão preparados pedagogicamente, demorariam mais do que o necessário para levar você ao ponto desejado. Nenhum professor qualificado ensina redação com base em regras, desconfie… Soube de um aluno de engenharia de faculdade conceituada, dando”aulas” de redação! Você pode imaginar que aulas eram essas… E tenho recebido ex-alunos de uma  jornalista que dá “aulas” de redação! Depois de meses sem melhora ainda, descobrem que estão bloqueados… Existe uma grande diferença entre saber escrever e saber ensinar a escrever. Você também pode pedir a seu professor o registro dele no MEC – todo professor tem um.
  • Professor de redação não se baseia em regras ou aulas teóricas. O ensino de escrita está sendo constantemente atualizado, não está parado no tempo como você poderia imaginar. Não há nenhuma ciência ou área do conhecimento parada no tempo! Há novidades fantásticas no ensino de escrita pelo mundo! Até uns 30 anos ensinava-se redação usando regras. Hoje não se usam mais regras, e os cursos ficaram mais gostosos e rápidos para os alunos. Eu mesma, por exemplo, incluo técnicas de desbloqueio no meu curso desde 2008 com base em técnicas que aprendi com a psicologia! (afinal aluno bloqueado chegando aqui é “mato”).
  • Professor qualificado respeita o aluno, porque  sabe que o texto depende das ideias do aluno! Professor que passa a aula toda dando ideias para o “ajudar” o aluno a escrever sobre um tema… faça-me um favor… não nasceu para professor! O centro da aula é o aluno – o professor qualificado sabe disso. O aluno está cheio de ideias próprias! Professor de verdade não “ensina” o que aluno deve escrever! O aluno não se sente bem escrevendo ideias de outras pessoas e obviamente vai ter um bloqueio, é de se esperar!
  • Professor de verdade não põe medo no aluno. Se ele inventa que “não se pode usar ‘eu’ em redação”, “cada parágrafo tem que ter X períodos”, “cada parágrafo tem que ter X linhas”, “deve haver 3 parágrafos de desenvolvimento”, “o corretor não gosta de repetições”, “o  corretor não gosta que se inicie conclusões com ‘portanto'”, “usar exemplos empobrece”,  “não pode usar ‘atualmente’ etc, etc…  não é um professor, é um terrorista! Se estamos vivendo uma era que valoriza a liberdade, a democracia, por que justo os professores poriam medo na gente?!
  • Professor de verdade não vai apenas corrigir a redação. Se ele marca erros gramaticais com caneta vermelha, e nem quer saber o que o aluno queria dizer com isto ou aquilo, se ele não quer saber de ajudar o aluno… Isso se chama “corrigir”. Em outras palavras, para ele o aluno está errado, e ele está certo, por isso ele corrige. Mas quem disse que o aluno está  errado?! Aluno precisa de ajuda na redação! Aluno tem ótimas ideias em mente! Precisa de alguém que avalie o que escreve, não simplesmente corrija erros! Isso é roubada.
  • Professor qualificado não pede para memorizar frases prontas. Alguém que faz com que o aluno memorize frases prontas para colocar na redação está chamando esse aluno de incapaz! É alguém que não está a fim de ouvir suas opiniões. Já tive um aluno que foi obrigado a ler um livro do qual não gostava só para então incluir trechos do tal livro em uma redação! E já tive outro aluno que era forçado a decorar frases de gente famosa para incluir em redações! Se seu professor é assim, ele quer bloquear suas ideias pessoais, e fazê-lo copiar o que é dos outros!! Ora, o ensino superior e o mundo precisam de gente com personalidade, não papagaios! Chega de ser “a brick in the wall”! Sem mencionar que as universidades de renome não caem nessa…
  • Professor de verdade exige redações semanais. Parece absurdo, mas há “professores de redação” que nem pedem redações aos alunos! Já pensou?! São cursos baseados em aulas teóricas, com muita papelada, dicas, regras… É bem comum os alunos desses “professores” não entregarem as redações e mesmo assim continuam fazendo o curso! O que vai acontecer com este pobre aluno ao olhar para a prova de redação?!
  • Professor qualificado percebe quando o aluno tem dificuldades específicas de escrita. Muita gente já tinha dificuldades específicas para escrever ou interpretar textos desde o colégio, como dislexia, disgrafia, ou disfonia, por exemplo; eles precisam mais ainda de profissionais que saibam o que fazer nesses casos.  Há também muitos alunos com TDAH hoje. Com o tempo, alunos com mais dificuldades se convencem de que nunca vão conseguir escrever, se não tiverem apoio de um professor qualificado. Há alternativas para ajudar quem tem esses problemas, mas só professores atualizados as conhecem.

Então é isso: claro que você pode ter ajuda de gente que é formada em outras áreas para sua redação, mas para ter resultado rápido com o mínimo de dificuldade… só professor mesmo 😉 .

__________________________________

Você tem coragem de dizer o que pensa de verdade?

Vestibulandos escrevem rápido e fácil aqui!