Quantos parágrafos deve ter uma dissertação?

Quantos você quiser.

Ficou frustrado com a resposta?

O que é que eu posso fazer…? É a verdade!

Você já sabe que deve haver um parágrafo para introdução e outro para conclusão… o que sobrar de espaço entre eles você preenche com quantos parágrafos quiser ou couber.

Já tive alunos que simplesmente não conseguiam escrever mais que 2 parágrafos internos, e o resultado é que as redações dissertativas deles eram “chochas”, algo como “por um lado isto… por outro lado aquilo”. Eles mesmos diziam que não gostavam da redação, que estava muito previsível, muito boba… entretanto ficavam inexplicavelmente travados e deixavam assim mesmo…

Sim, há professores que dizem que, numa redação dissertativa, deve haver 3 parágrafos no desenvolvimento (são os mesmos que inventaram que há um número ideal de períodos num parágrafo!), mas isso resulta de uma média: geralmente cabem 3 parágrafos. Geralmente. Isso depende da letra do candidato, do número de linhas da prova, da intenção do candidato… então é uma média.

E se você é vestibulando já deve ter visto redações com um parágrafo interno consideradas “exemplares” no site da Fuvest!

Também existe o mito de que a redação do Enem deve ter 4 parágrafos, mas não existe nada sobre isso no edital do Enem. Dê uma olhadinha na redação com 5 parágrafos no total, que está na página 29 do edital.

Por favor, esqueça essas tolices e pense na ideia que você quer transmitir na sua redação, ok?

Aliás, não me diga que você demora horrores para fazer a introdução

***

PROMOÇÃO!

Aula de redação para vestibular por R$ 29,00!

Aula de redação para concurso por R$ 29,00!

Anúncios

14 respostas em “Quantos parágrafos deve ter uma dissertação?

  1. Por coincidência ainda agora conversava sobre essas questões de redação com minha filha, por sinal muito boa na dissertação um texto, sobre os questionamentos desse último Enem referente à redação. Em minha opinião um bando de espertinhos, querendo tumultuar, visando uma segunda chance. Ela saiu-se muito bem, graça a Deus, porque hein?… Ai na hora veio-me uma lembrança, peguei na internet uma poesia de um conterrâneo João Cabral de Melo Neto e mostrei a ela. O cara escreveu sobre um Ovo de Galinha! Aparentemente, aos olhos desacostumados, que é que se tem prá se dizer sobre um ovo além de que ele é branco e redondo, segue:

    O Ovo de Galinha

    I

    Ao olho mostra a integridade
    de uma coisa num bloco, um ovo.
    Numa só matéria, unitária,
    maciçamente ovo, num todo.

    Sem possuir um dentro e um fora,
    tal como as pedras, sem miolo:
    é só miolo: o dentro e o fora
    integralmente no contorno.

    No entanto, se ao olho se mostra
    unânime em si mesmo, um ovo,
    a mão que o sopesa descobre
    que nele há algo suspeitoso:

    que seu peso não é o das pedras,
    inanimado, frio, goro;
    que o seu é um peso morno, túmido,
    um peso que é vivo e não morto.

    II

    O ovo revela o acabamento
    a toda mão que o acaricia,
    daquelas coisas torneadas
    num trabalho de toda a vida.

    E que se encontra também noutras
    que entretanto mão não fabrica:
    nos corais, nos seixos rolados
    e em tantas coisas esculpidas

    cujas formas simples são obra
    de mil inacabáveis lixas
    usadas por mãos escultoras
    escondidas na água, na brisa.

    No entretanto, o ovo, e apesar
    de pura forma concluída,
    não se situa no final:
    está no ponto de partida.

    III

    A presença de qualquer ovo,
    até se a mão não lhe faz nada,
    possui o dom de provocar
    certa reserva em qualquer sala.

    O que é difícil de entender
    se se pensa na forma clara
    que tem um ovo, e na franqueza
    de sua parede caiada.

    A reserva que um ovo inspira
    é de espécie bastante rara:
    é a que se sente ante um revólver
    e não se sente ante uma bala.

    É a que se sente ante essas coisas
    que conservando outras guardadas
    ameaçam mais com disparar
    do que com a coisa que disparam.

    IV

    Na manipulação de um ovo
    um ritual sempre se observa:
    há um jeito recolhido e meio
    religioso em quem o leva.

    Se pode pretender que o jeito
    de quem qualquer ovo carrega
    vem da atenção normal de quem
    conduz uma coisa repleta.

    O ovo porém está fechado
    em sua arquitetura hermética
    e quem o carrega, sabendo-o,
    prossegue na atitude regra:

    procede ainda da maneira
    entre medrosa e circunspeta,
    quase beata, de quem tem
    nas mãos a chama de uma vela.

    Curtir

  2. Eu aprendi a vida toda que só podia fazer dois paragrafos de argumentação, agora que estou vendo que nem tem regra. Fica mais facil escrever sem regra, mas minha cabeça ainda quer regras, não sei como faço pra melhorar…

    Curtir

    • Ah, Serginho, você está bloqueado!
      Observe que quando você tenta fazer mais de 2 parágrafos alguma “voz” no seu cérebro grita “não”!
      Aí você fica em conflito!
      O uso de dois parágrafos sempre é péssimo, vou escrever sobre isso!
      Pra melhorar você precisa de uma ajuda (pode ser minha!) para eliminar essa ideia. Isso não é demorado, mas precisa mesmo de alguém ajudando você, porque dentro de você há uma resistência muito forte e alguém de fora tem que agir (porque você não consegue agir contra ela).
      Mas é delicioso quando a gente superar o bloqueio!
      Bons estudos!

      Curtir

    • Oi Gislene, eu não tenho dicas para nada, aqui é só treino mesmo. O desbloqueio se baseia no seu tipo de desbloqueio, eu vou te ajudando a combater esse “não” que existe dentro de você. Vamos começar? é rápido….

      Curtir

  3. boa tarde, eu estou estudando no *** e no meu colégio nós aprendemos a fazer parágrafos primeiro pra depois fazer a redação. Não sei se voce conhece esse método deles. No ano passado aprendemos a fazer o tópico frasal, e depois tínhamos de fazer várias frases, sendo que a última é uma conclusão do parágrafo. Eu não vou bem, tiro sempre 5 e estou bem preocupado porque agora estou no último ano do médio e quero prestar direito. O que eu faço? Acha melhor eu fazer um curso particular de redação ou continuo só com o colégio? Obrigado.

    Curtido por 1 pessoa

    • oi Gui, obrigada por visitar meu blog!
      Sim, conheço o método do seu colégio. Eu acho esse método bem trabalhoso. Quando o aluno fica preso em fazer X frases e depois concluir um parágrafo geralmente ele perde noção do que ele quer me dizer no texto, e isso torna a redação demorada. Além disso, conclusão de parágrafo é algo que não funciona, porque se você conclui o parágrafo… seu próximo parágrafo não vai ter conexão fácil com esse… ele não tem continuidade 😮 Vou postar um post sobre seu caso.
      Sinceramente, se você está no último ano do médio, seria bom fazer algum apoio externo sim. Direito tem concorrentes com notas muito altas na redação.

      Curtir

      • E bem isso professora, eu me sinto preso e demoro muito pra escrever. Agora temos uma nova professora, mas é tudo igual, nem adianta reclamar. Não quero perder tempo e vou fazer um curso seu, esse de aulas de 45 minutos. Eu só tenho um problema; eu não tenho horário durante a semana… vc dá aula no fim de semana?

        Curtido por 1 pessoa

        • Pode começar já se quiser. Eu dou aula aos sábados, e no momento tem uma vaga livre somente. Nos domingos eu ainda não tenho vaga, a previsão é para abril, se vc quiser reservar. Mas no seu caso vc também pode fazer aulas virtuais… Dá uma olhadinha aqui nas opções de cursos. Até breve!

          Curtir

    • nossa, acho que estudamos na mesma escola, eu também aprendo a fazer a redação desse jeito, e també sempre tiro 5. Não confio mais no colégio.
      é a aula mais chata …….

      Curtir

  4. olá professora, como vai? meu filho também está estudando sozinho este ano. o problema dele é nunca conseguir terminar a redação no tempo estabelecido. Ele escreve demais, as redações ficam enormes, e ele não tem tempo de passar a limpo ou de terminar, e nisso já se foram dois anos de vestibular. Ele é um pouco confuso também. Estou perguntando se voce conseguiria ajudar ele porque ele já fez um curso de redação muito completo por sinal, apostilado, mas que acabou saindo caro e agora não podemos mais arriscar. Vejo que voce consegue eliminar bloqueios, será que voce ajudaria o Leo? Estamos em São Bernardo.

    Curtir

    • oi Joseli, obrigada pela mensagem. Sim, é fácil resolver esse tipo de dificuldade, o Leo vai ficar aliviado rapidamente 😀 e vc também. Aqui não tem teoria nem apostila, fique tranquila, é tudo prático e rápido. Vou pedir pra vc verificar os valores no meu site – ele pode fazer presencial, online ou virtual, todos resolvem o problema dele, ok?

      Curtir

    • nossa, também sou assim, e o problema é que no colégio a gente não se preocupa com limite de tempo e vai escrevendo. Quando eu escrevo a redação eu viajo mesmo, preciso resolver isso.

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s