“Minha redação fica curta…”

Uma internauta de nome Aline lamentou numa página do meu blog:

“Não consigo desenvolver minha redação, ela fica pequena, faltam as palavras, falta tudo. Será que tenho como melhorar isso?” 

 

Sim, existe esse caso de a redação ficar pequenininha, e de o aluno sentir que não tem nada mais a pôr ali, nada mais para dizer…

Por trás disso pode haver

  1. uma falta de interesse por qualquer assunto
  2. a ideia confusa de que não se pode escrever como se fala
  3. pura falta de treino de escrita
  4. falta de noção de como o leitor vai reagir ao ler seu texto
  5. a ideia de que tudo que se pensa é bobagem, e vai ficar ridículo no papel

 

Eu diria que o item 1 é o mais raro de aparecer por aqui, mas acontece…

Os itens 2 e 5 andam juntos – é quando o aluno ouve uma certa vozinha criticando e podando o que se quer escrever… bloqueio criado  na escola e que não existia quando se entrou lá.

O item 4 é o que acontece quando o aluno escreve escreve escreve em anos de escola e cursinho mas não tem a redação lida de verdade e comentada, nem nunca viu a cara do leitor desses textos. Todo leitor – eu e você também – reage ao que lê; essa reação precisa ser mostrada ao aluno no treino, de modo que ele saiba o que fazer com ela.

E se o leitor achar duvidoso o que você escreveu? E se ele simplesmente não entender? E se ele estava esperando algo  a mais? E se ele entendeu do jeito “errado”? E se ele achou agressiva sua afirmação? Enfim… não tem como saber a reação do leitor se você nunca viu essa reação! Ver um professor lendo sua redação ao vivo e a cores do seu lado é muito elucidativo! Se você nunca teve essa experiência não sabe do que estou falando!

E, no caso da Aline, se ela visse a cara do leitor, ou soubesse a reação dele ao que ela escreveu, pode muito bem acontecer de ela escrever mais só pra deixar tudo mais claro para o leitor, mais explicado… Detalhar mais aumenta o texto sem enrolar! No começo, sem o treino, a gente não nota que precisa de mais detalhe, a gente acha até “enrolação” o detalhamento, mas quando se tem um leitor dando retorno o detalhamento é automático. Do tipo “antes que o leitor me pergunte… deixa eu explicar melhor”.

Minha aula virtual 3 mostra um pouco sobre como “esticar” sua redação 😀

 

Já viu se a promoção que está rolando é o que você precisa?

Cursos com desbloqueio a partir de 29 reais!

 

 

 

Anúncios

Pare de complicar!

Um internauta transcreveu a redação que ele fez no Enem, para um grupo de vestibulandos. Um trecho dela era este:

“Torna-se necessário, portanto, que caminhos que combatam a intolerância religiosa no Brasil sejam encontrados.”

 

Vocês não acham estranha a frase? Não parece invertida? Acho que seria bem melhor   escrever

“Torna-se necessário, portanto, encontrar caminhos que combatam a intolerância religiosa no Brasil”

 

O que acham?

Escrever de um jeito muito diferente do que você fala é bem arriscado, e pior ainda se você não é do tipo  que escreve com frequência, que treina antes da prova. Escrever de um jeito “difícil” é péssimo, porque é mais difícil de se entender desse jeito, concorda?

Para que complicar se você pode simplificar?!

 

Aula grátis… aula pela metade do preço… tem aqui!

Demora pra começar a redação? Veja isto!

E isto é pra você que está no zero da redação…