A carta na Unicamp

Tenho cá pra mim que o gênero mais provável de cair na Unicamp  é a carta. Isso porque a maioria das cartas é um “filhote” da dissertação, e a dissertação é muito importante para avaliar um candidato. Se não vai mais haver aquela dissertação clássica, a tendência é que a carta tome seu lugar.

Infelizmente os alunos que estão prestando vestibular hoje não sabem o que é uma carta – porque não a escrevem, e porque não veem cartas em casa. Nem têm caixinha de correio, ou nem se lembram dela. 😦  Isso é péssimo porque a carta existe normalmente (não foi substituída pelo email, nem pelo msn) e porque isso faz falta na maioria das profissões.

Com meus alunos,  ensino a começar a pensar em como escrever um gênero a partir do público ou da pessoa que vai ler seu texto.

Quem vai ler sua carta?

Se for alguém mais formal (professor, diretor de escola, reitor de universidade, presidente, vereador, padre, etc) você vai se imaginar falando com ele!

Se for alguém mais informal (amigo, mãe, colega, etc) você vai se imaginar falando com ele!

 

Estou dizendo isso porque você tem dentro de você toda a habilidade de mudar de registro (nível de formalidade) na hora que você  precisar. É automático.

Que bom! 🙂

A Unicamp vai avaliar se você consegue dominar bem essa habilidade.

 

O outro aspecto importante para fazer a carta é… saber como se faz uma!

Não vou colar nada aqui porque você tem muitos exemplos de cartas na internet – busque lá. Mas você vai notar que elas têm o local e a data em que ela é escrita. Isso existe também no email, se você ainda não notou, mas no email é automático, já vai gravado no seu email automaticamente!

Depois você vai notar que vai haver um vocativo (o momento em que você “chama” a pessoa que vai ler). Ele vai depender da pessoa que vai receber sua carta, e vai ter uma vírgula ou dois-pontos depois.

Em seguida começa sua carta. Como eu disse, ela é quase sempre filhote da dissertação; por isso, se você tiver de pedir alguma coisa, explicar alguma posição sua, ela vai se parecer muito com a dissertação! Vai ter uma argumentação!

Inicialmente é bom você explicar por que resolveu escrever!

Depois explique tudo que precisar… E para terminar não faça conclusão, apenas mostre que você está esperando uma resposta, ou uma atitude de quem recebeu a carta.

E no finalzinho diga “tchau” conforme o nível de formalidade. Imagine-se despedindo-se da pessoa e escreva. Para autoridades em geral é bem comum se escreve só “Atenciosamente”.

 

Ah, um detalhe: todos os parágrafos começam do lado esquerdo, quando se escreve à mão.

 

Mas tem que treinar tá?

Vamos treinar com meu curso de 8 aulas para a Unicamp?

 

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s