Uma aluna muito tensa…

Tenho uma aluna vestibulanda que está comigo há 1 mês e meio. Ela escreve muito bem, mas demora um dia inteiro para escrever. E toda vez que chega para a aula (presencial), ela diz “fiz, mas acho que não ficou boa”. Nunca está boa.

Ela está conseguindo reduzir o tempo, está indo tudo bem. Eu percebi desde o início do curso que ela parecia muito exigente consigo, e até séria demais para a idade. Mas hoje o tema da redação a tocou muito lá no fundo… houve uma revelação!

Conversamos sobre o humor, sobre se nascemos bem ou mal humorados, ou se isso depende de fatos da nossa vida… E então fiquei sabendo que minha aluna é muito mal humorada, a ponto de se irritar com amigos “cabeça fresca” do cursinho! 😮

Não era novidade, tenho que confessar, porque a redação é uma foto do aluno! A sua também é uma foto sua! Além disso a redação também funciona como uma terapia no sentido em que permite ao indivíduo se expressar. Expressar-se é fundamental para encarar-se; quem vai a um psicólogo precisa se expressar, senão fica difícil o trabalho do profissional!

 

Em seguida minha aluna me perguntou se eu sabia o que era fibromialgia – eu sabia superficialmente -, e disse que ela tinha essa síndrome há alguns anos. Para encurtar a história, a tensão que eu observava na redação (e que ela passava para fazer a redação) era algo presente na vida dela em outros momentos e há alguns anos. Infelizmente ela suspendeu todos os tratamentos por conta da preparação para o vestibular 😦  … vamos ver o que podemos fazer, já que eu não sou capaz de minimizar suas dores…

Ela achou curioso que eu quisesse saber detalhes sobre a síndrome, mas o fato é que um professor (seja do que for) é treinado para ver o aluno como um ser múltiplo. No meu caso, eu aprendi que as dificuldades de escrita não têm a ver com a língua portuguesa, os acentos difíceis… no máximo a preguiça. Não. Muita coisa da vida do aluno está refletida ali naquelas linhas e no processo para escrever aquelas linhas. Já contei pra vocês o caso daquela ex-aluna com uma ansiedade imensa a ponto de molhar a folha de papel com seu suor!

Bem, futuramente pretendo contar como essa história terminou. Por enquanto vou dar meu máximo para fazer da redação uma forma da aluna perceber mais as causas de suas dores.

 

Promoção!

Às vezes piora antes de melhorar…

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s