Pode pôr provérbio e ditado popular na redação?

Você já deve ter lido em outros posts meus que não existe esse negócio de “não pode pôr na redação”.

Ponha o que você quiser, não pare para pensar.

Depois de escrever o que você quer, aí sim releia em voz ALTA e decida se ficou bom, o que não ficou, etc.

 

Provérbios e ditos eram muito usados num passado recente por alunos em suas redações escolares. Talvez porque não achassem que tinham boas ideias, então usavam ideias prontas… e a tradição é que os provérbios e ditos populares revelavam uma verdade, um consenso.

Hoje a coisa está um pouco diferente: na prova da Fuvest várias vezes há provérbios como parte de questões de interpretação ou mesmo na redação e… os alunos nem sabem bem o que é um provérbio! 😀

Tanto em vestibulares quanto em concurso público, você pode usar provérbio ou ditado popular se achar que tem tudo a ver com o que você está falando, entende? Se for só pra fazer uma chave-de-ouro no final … mmmm… esquece! Enfeite pega muito mal em provas assim…

Mas vou repetir: só use provérbios e ditados se você está treinando redação. Se você não está nem pretende treinar, não inclua nenhum dos dois porque o risco de ele não estar combinando com suas ideias é grande.

 

Para treinar… escolha aqui seu curso!

Escolha aqui sua promoção!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s