Um caso curioso no meu curso

Quando o Victor me procurou, em 2004, estava terminando o ensino médio, num colégio particular de São Paulo. Ele sabia que era um garoto capaz, mas o fato é que em redação ele nunca tirava mais que 3. Para piorar ele gostava muito de debater temas; e isso irritava a professora – ele acabava sempre expulso de sala.

Normalmente os alunos mais capazes de pensar, de raciocinar sobre um fato, incomodam, porque falam. E nas salas de aula das escolas brasileiras infelizmente os professores insistem em falar mais que os alunos.

De cara já deu para notar que o Victor era mesmo um garoto muito maduro, falava sobre tudo quanto era assunto, fazia suposições… as nossas aulas voavam! É verdade que a redação dele era bagunçada, havia falhas de gramática, e sua letra era sofrível, mas… o importante estava ali: as ideias! As redações do Victor eram ótimas, deliciosas de se ler! Ele logo passou a ter notas suficientes para o vestibular que ele queria (engenharia na USP).

Inicialmente ele mesmo achava que a aula comigo ia ser uma chatice, mas isso não se confirmou, porque raramente ele escrevia alguma coisa na minha aula! E, como eu estava genuinamente interessada no que ele tinha para me dizer, ele escrevia a lição de casa soltinho, curioso para me mostrar na aula.

Era bem comum o Victor pesquisar na internet algum assunto sobre o qual tínhamos falado na aula, e isso por conta própria!  Era um aluno cheio de interesse!

Depois dos 3 meses de treino comigo ele estava muito confiante no vestibular. O trauma do colégio que achava a redação dele péssima tinha passado! Ah, sim, na escola ele também passou, mas raspando… a professora realmente não gostava dele e fazia de tudo para prejudicá-lo.

O Victor passou no vestibular da USP logo na primeira lista – Engenharia civil. As notas de redação dos candidatos de exatas não costumam ser altas, de maneira que ter uma boa redação nessa concorrência facilita muito as coisas!

Para conseguir um nível de redação para a Poli USP o pai dele pagou aproximadamente R$ 330,00 a cada 4 aulas comigo! 3 meses foram o suficiente! Compensou ou não?

(Hoje o Victor Lazarte faz pós-graduação fora do Brasil, na área de finanças.)

 

Promoção toda semana

Áudio só pra quem demora pra começar a redação!

Anúncios

Uma resposta em “Um caso curioso no meu curso

  1. Pingback: Não tenho ideia para a redação | escrevacertoblog - quebrando o tabu da redação

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s