Estudar sozinho para vestibular

Não é porque estamos em crise econômica que não vamos mais tentar a faculdade pública dos sonhos!

Vou contar para vocês brevemente o meu processo para ter entrado 3 vezes em faculdade pública sem ter feito cursinho (e olha que eu sempre fiquei de rec no colégio!).

 

1 – Eu sabia que os vestibulares exigem as mesmas disciplinas do ensino médio, então tudo que o vestibular exigia no manual/edital estava nos livros de ensino médio. Em outras palavras, os cursinhos não têm nenhuma matéria secreta! Faz quem quer. O que eu gastaria num cursinho, somando alimentação, transporte, e o “custo” de acordar muito cedo e ficar ali sentada horas e horas, até em feriado, numa carteira horrível, sentindo a atmosfera de pressão criada pelos próprio professores… não ia compensar…

2 – Procurei uma coleção de apostilas de cursinho, usadas. Uma das vezes me emprestaram uma coleção (rabiscada inclusive), e da outra vez me deram uma coleção. Meus alunos vestibulandos que entram na faculdade costumam dar suas apostilas! Mas elas também podem ser compradas em sebos. Detalhe: elas precisam estar completas, com todos os cadernos de exercícios e respostas! Para mim custou menos que um ano em cursinho – não gastei nada!

3 – Vi direitinho quais disciplinas tinham mais peso na minha prova de vestibular. Nessas disciplinas eu precisei dar meu máximo. As outras eu estudava normalmente, mas nas que não caem muito em provas e que eventualmente eu não entendia de jeito nenhum eu não perdia tempo. Atualmente as notas da Fuvest valem para a segunda fase, então eu sugiro que de tempos em tempos você junte as matérias que você não entendeu e pague um professor particular (ou busque ajuda de graça numa comunidade!). Sai muito mais barato que cursinho… No caso da redação, realmente sozinho sozinho não vai rolar… mas você não precisa assistir a aula nenhuma, não precisa decorar regra nenhuma! É só treinar uma vez por semana comigo – eu sei que sou suspeita, mas, com meu curso, em 3 meses sua redação está ótima, e você vai ter mais tempo livre para alguma outra matéria.

4 – Então eu verificava o número de páginas total das apostilas (incluindo exercícios) e fazia o cálculo de quantas páginas eu teria de dar conta por dia até uma ou duas semanas antes das provas. Para isso você também vai ter que decidir se você vai mesmo estudar 365 dias (o que eu acho loucura), quais dias você não vai estudar (domingo, sábado, feriados). Você vai notar que em certos dias você estudará mais páginas do que imaginava, e outros menos. Normal. E você também vai ter de decidir o número de horas por dia, de estudo. Acho que umas 7 é uma boa média.

Você também pode preferir fazer esse cálculo só com as páginas de exercícios! Nesse caso você praticamente vai fazer exercícios o tempo todo, e quando errar algum exercício, aí sim, você procurará a teoria para entender melhor! Foi assim que estudei quando prestei a segunda faculdade; até porque eu já estava trabalhando e só sobravam umas 3 horas todas noite e meus fins de semana!

5 – Eu jamais deixei de dormir 9 horas por noite (eu durmo muito), nem de fazer esporte. Isso garantiu uma evolução incrível nos meus estudos, eu memorizava muito bem e tinha pique pra estudar em qualquer dia… foi aliás uma época da qual tenho saudade, muito prazerosa! Eu não teria conseguido fazer minha faculdade pública se tivesse entrado no ritmo doente dos cursinho.

6 – Na época que prestei vestibular nem computador eu tinha (eu era de classe baixa), mas eu consegui algumas provas anteriores do vestibular que eu queria e fiz todas! Eu acho isso ótimo – use a internet e baixe todas!

7 – Evite ficar fissurado apenas numa única faculdade – a “top” do ranking das melhores – porque isso não garante  seu futuro profissional, não garante seu salário, quem faz a faculdade é você. Vá por mim. Conheço empresários que não contratam gente de certas faculdades conceituadas – têm lá suas razões. Além do mais, para quem tem espírito empreendedor, quem não vai depender de empregador, trabalho sempre vai ter e… para um empreendedor o nome da faculdade é secundário!

***

Por sorte ninguém vinha dar opinião (eu nunca fui de aceitar opinião, muito menos de parentes), mas eu sentia que todos achavam muito difícil que eu passasse – imagina… na USP! -, mas eu tinha certeza que ia passar.

Se você está começando a estudar sozinho(a) conte pra mim! Posso dar dicas legais em literatura e gramática! Meu site do curso de redação tem aulas gratuitas e aqui no meu blog você vai achar muita coisa sobre regras erradas que você aprendeu!

Feliz Ano Novo! Bons estudos!

 

Anúncios

7 respostas em “Estudar sozinho para vestibular

  1. Pingback: passar em Med USP sem cursinho! | escrevacertoblog - quebrando o tabu da redação

  2. Boa noite! Este ano acabei “optando” por estudar pro vestibular em casa, e gostaria de algumas dicas sobre como evoluir em redação estudando sozinha. Digamos que eu seja péssima nessa área (pra você ter uma ideia, eu tirei 46/100 na da Fuvest o que, pra alguém que pretende fazer engenharia na Poli, é uma nota extremamente baixa), e ficaria grata se pudesse dar dicas de como se virar com esses “monstrinhos” sem a ajuda de um corretor ou professor.
    Desde já muito obrigada 🙂

    Curtido por 1 pessoa

  3. oi Manda!
    Não tem como evoluir em redação estudando sozinha, porque não se estuda redação! Redação é treinada, e é necessário ter alguma opinião de um professor, senão você não tem noção se está bem ou mal na redação! Aliás, nem pegue apostilas de redação, vá direto para o treino prático.
    É, sua nota da Fuvest foi baixa demais para uma Poli, meus alunos que conseguem a Poli costumam tirar pelo menos 7,5. O bom é que ela só pode melhorar! 😉

    Mas essa ajuda de professor que você não está querendo ter é bem rápida… você deve estar achando que vai passar 10 meses em aula de redação, deve ser isso…
    Se você está sem dinheiro agora, não tem problema, a redação não leva o ano todo para melhorar! Você pode esperar um pouquinho – assim que der você escreve sua redação e procura um serviço por email, pelo menos. É um gasto muito baixo (você gasta mais com seu celular!).
    Só não aconselho deixar para agosto porque você pode descobrir que tem algum bloqueio (essa coisa de demorar pra começar, demorar pra escrever tudo, ficar olhando para a introdução, esses pânicos que a escola cria em você) e a tensão da proximidade das provas pode piorar isso.

    Respondi? Me fale…

    Curtir

  4. Professora, eu também estou estudando sozinha em casa e meu desejo é prestar fonoaudiologia, e eu quero a USP. Tenho 18 anos e fiz escola pública (moro em Presidente Prudente) Queria saber se tem diferença entre o curso presencial e o virtual.

    Curtido por 1 pessoa

    • Não, não tem nenhuma diferença, Juliana. Todos os meus cursos garantem resultado igual. Se vc fizer o curso virtual, você pode tirar dúvidas sem fim comigo, e se tiver alguma dificuldade no seu aprendizado, vc vai receber um áudio com a minha voz, dando todas as orientações. Geralmente nem precisa pq sua avaliação da redação tem umas 5 páginas em média! O curso online sou eu falando com vc pelo skype, então é idêntico à aula presencial. Mas se você quiser aproveitar julho, venha pra São Paulo e tenha sua aulas presencial!
      Tem gente que prefere o curso virtual porque recebe tudo por escrito, coisas que podem ser relidas tempos depois… e tem gente que prefere me ouvir falando falando 😀
      E o fato de vc vir de escola pública pra mim não tem diferença nenhuma… em termos de redação escolas públicas e particulares estão no mesmo nível (nível ruim hehehehe)
      Escolha e escreva para escrevacerto@hotmail.com
      Beijos!

      Curtir

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s