Nesta escola é proibido tirar dúvidas

Que tal um professor que tem medo de tirar dúvidas dos alunos?

A professora do colégio onde minha aluna faz o ensino médio devolve as provas de redação por alguns minutos, mas não permite que os alunos tirem dúvidas. Eles veem as notas baixas (ela só dá  notas baixas, é praxe), não entendem muito bem o que está errado, e minutos depois a prova já é recolhida. Inclusive, estranhamente, é uma funcionária da escola que as entrega…

Os alunos até podem perguntar alguma coisa sobre a prova, mas o procedimento é o seguinte: eles copiam o trecho sobre o qual querem perguntar, e na próxima aula fazem a pergunta ao professor, se ele tiver tempo de responder. 

Entendeu? A professora dela provavelmente não terá tempo de responder e fatalmente a aluna não terá ideia nenhuma do que deve ser melhorado.

Da próxima vez minha aluna vai tirar foto da prova – ela decidiu isso. O problema é que a escola proíbe fotos de provas nessas circunstâncias! Eles agem de caso pensado… A escola só aceita que o aluno copie o trecho (e se for metade da redação!?) que suscite dúvida.

Na prática, caro leitor, o aluno NÃO vai copiar nada em poucos minutos, NÃO vai ter noção do que precisa melhorar, a professora NÃO responderá nada para ninguém, e vai ficar por isso mesmo. Por isso aula de redação é chamada de “aula do nada”. Nada acontece. Apenas uma papelada é criada, mas trata-se apenas de papel, nada mais.

Tenho cá pra mim que a professora está é fugindo de explicar por que “não pode usar eu”, “não pode usar coisa”, “tem que escrever 4 linhas em cada parágrafo”… coisas sem resposta mesmo…

Mas minha aluna está decidida a enfrentar a direção… se ela conseguir, da próxima vez terá de copiar à mão o que quer perguntar, de qualquer maneira, e cruzar os dedinhos para conseguir perguntar à professora (pessoa ocupada com coisas mais importantes que tirar dúvidas!).

Alguns alunos e – pior – alguns pais acham isso muito normal, porque eles não sabem a função do professor em sala de aula. Mesmo pagando,  alguns pais não ligam para essas aberrações do ensino…  Por isso fiquei feliz com a decisão da minha aluna: ela jurou entrar em contato com a Secretaria de Educação de São Paulo para contar sobre esse esforço da escola dela em não ajudar aluno a aprender redação. Ela tem esse direito, e tem também o direito de consumidor, que ela é nessa escola particular de São Paulo.

Quem sabe ela está se inspirando na Isadora Faber e em tantos outros alunos que estão buscando soluções para o que não interessa aos adultos!

 

Veja esta promoção!

6 meses para aprender a escrever?! Caia fora! Aqui tudo é rápido!

Está começando agora? Então veja este manual sem regras!

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s